XIII Reavivai - Domingo

XIII REAVIVAI - Domingo

Domingo de carnaval é dia de louvar e bendizer a Deus porque é o dia da Ressureição de Jesus que morreu e venceu o pecado por todos nós, seus fihos amados. No XVIII Reavivai, todos estão reunidos em nome da Santíssima Trindade para ter um carnaval diferente, com Cristo celebrar que a nossa união é pela força da Cruz. Com esta alegria, inicia-se a Santa missa dominical ministrada pelo diretor espiritual da Rcc Guarulhos, pe. Weber. Saiba mais sobre essa grande festa

 

 

XIII REAVIVAI - Domingo

 

Domingo de carnaval é dia de louvar e bendizer a Deus porque é o dia da Ressureição de Jesus que morreu e venceu o pecado por todos nós, seus fihos amados. No XVIII Reavivai, todos
estão reunidos em nome da Santíssima Trindade para ter um carnaval diferente, com Cristo celebrar que a nossa união é pela força da Cruz. Com esta alegria, inicia-se a Santa missa dominical ministrada pelo diretor espiritual da Rcc Guarulhos, pe. Weber. Dizia ele que a nossa fé precisa ser uma fé expectante, essa atitude é aquilo que faz a Renovação ser o que é, pois através dessa esperança que vive o verdadeiro cristão. A fé cheia de expectativa na providência é o que move a cada um de nós, acreditar que Deus agirá. O Senhor cuida dos lírios do campo, dos pássaros quanto mais de nós, filhos amados teus. A certeza que tem que nos mover é a de que Deus providenciará, que Ele ultrapassará todas as nossas expectativas, o Senhor pode e vai muito além do que pedimos e queremos. Diante do Pai, devemos "rasgar" todos os nossos projetos e deixar que Ele tome posse de nossas vidas.

Hoje em dia, tem nos faltado a esperança na fé divina. Deus nos chama cada vez mais a refletir sobre a unidade. Quando estamos juntos num só coração, numa só fé, o Senhor faz maravilhas sobre o nosso meio. A esperança em Cristo é o que faz a nossa fé ser forte, é o que faz transmitir a todas as pessoas o amor de Deus.

O que mais precisamos ter é a confiança absoluta em Deus e a unidade entre nós. Assim Deus providenciará seus planos e sonhos que sempre são maiores e melhores que os nossos.

Confira a transmissão ao vivo do primeiro dia do Reavivai: http://bit.ly/1gKsB2Q

 

Primeira pregação
Tema: A Unidade vivida como serviço

 

A primeira pregação do dia, aconteceu logo após a Santa Missa, com o pregador Pedro, da paróquia São João Batista, da diocese de Guarulhos. Ele dizia, pela palavra do Evangelho de João 17; 20-23 que o primeiro a falar sobre unidade foi o próprio Jesus Cristo. Assim, o Senhor nos convida a andarmos com Ele e com os irmãos também. Mas muitas vezes nos falta unidade porque estamos longe da Cruz, achamos que somos muito, e com isso, ficamos críticos indevidamente, buscamos e encontramos defeitos em todas as situações e pessoas.

Porém, Jesus pede que sejamos fiéis em todos os lugares. É preciso acolher a todos, inclusive em nossa própria casa primeiramente. É lá que o amor de Deus precisa reinar, só assim com o testemunho real e vivo é que as pessoas poderão ver a alegria de Deus.

Precisamos ser como os discípulos de Cristo, que foram pregar a palavra de do Senhor com ousadia. A Jerusalém que o Senhor nos chama a evangelizar é a nossa própria paróquia e o grupo de oração. É necessário ajudar aos irmãos, através da oração, pedindo que Jesus faça a obra Dele em nosso meio. Como disse o Papa não devemos escapar da Cruz. Não há fé sem calvário, a paixão pode até acabar mas o amor é mais forte e muito melhor. E é esse amor que nos faz permanecer em Jesus. A busca pela fraternidade e pela unidade deve ser constante, só assim a conversão e a vitória acontecerão verdadeiramente.

 

Segunda Pregação

Tema: Reunidos num só corpo pela força da Cruz

 


Padre Edson da paróquia Santo Antônio da diocese de Guarulhos pregou na tarde do Reavivai. Ele começou falando sobre o sinal da cruz. Ela que é a significação da nossa fé, é a confirmação de que somos de Deus. Quando fazemos o sinal da cruz com amor, renovamos e confirmamos que somos pertenças de Deus e quando se carrrega a cruz nos revestimos do sangue de Jesus. O sinal nos faz recordar de quem somos.

O mistério da cruz de Jesus é de sofrimento, porém nós, humanos, não queremos sofrer, muito menos pelo outros. Mas as chagas de Jesus representam as nossas dores, os nossos pecados. Como diz na palavra, aquele que ama dá a sua vida pelos amigos, o Senhor assumiu a cruz como se fosse Dele só por amor a nós. Estavamos condenados pelo pecado mas Ele deu a sua vida por cada um de nós, só por amor. Cristo foi gerado pelo e no do coração do Pai.

Pela vitória da Cruz Deus venceu o mal, enquanto o maligno quer nos destruir Jesus vem para acolher e amar. Quando nos afastamos Dele, estamos o crucificando novamente.

E o sangue que cai na terra, santifica e renova e Jesus foi enviado ao mundo para formar um só rebanho que é a Igreja. Assim, temos que vencer todas as rivalidades, brigas para perdoar com amor pois saber amar é saber sofrer.

O padre finaliza sua pregação com uma frase que nos faz parar e refletir: "o Cristo nos une, o inimigo dispersa".

 

Palavra do Luizinho (Coordenador Estadual do Ministério de Pregação)

 


Luizinho, coordenador do ministério de pregação do Estado de São Paulo, leu a palavra de Deus e disse que não devemos temer a Cruz de Cristo, pois ela é sinal de salvação a todos aqueles que acreditam no poder do Senhor. Não existe nada e ninguém maior do que Jesus que deu sua vida a todos nós.

"A linguagem da cruz é loucura para os que se perdem mas, para os que foram salvos, para nós é uma força divina." 1Coríntios 18