XVI Reavivai - Domingo

E no domingo, 7 de fevereiro, deu-se início ao XVI REAVIVAI, com o tema: Vê a alegria que te vem de Deus, o grande evento da Renovação Carismática Católica de Guarulhos, o carnaval com Cristo, onde as pessoas podem louvar, adorar e bendizer ao Senhor com a verdadeira alegria de ser de Deus.

O evento começou com a oração do santo terço, entregando a Nossa Senhora todos os três dias deste carnaval. Também com muito louvor, o ministério de música Missão Sabaoth alegrou o dia de todo o povo presente.

Logo após, a santa missa foi celebrada pelo bispo D. Edmilson, que em sua homilia falou que é preciso lançar as redes em águas mais profundas, entretanto, antes de tudo, é necessário ouvir os ensinamentos de Cristo e sua Palavra, realizar tudo em obediência ao Senhor. Contemplamos a glória quando nos reconhecemos como pecadores, assim como Paulo fez, anunciando tudo isso ao povo de Deus. O bispo ainda disse que, onde foi grande o pecado, grande também foi a graça, e ela nunca é em vão, porque nos coloca diante das nossas missões. O Senhor, neste ano da misericórdia nos chama para perto, para permanecermos com Ele, reconhecendo sua soberania e nossa pequenez.

 

 

 

 

Pregação - O Pecador necessitado de Misericórdia - Profº Joel

A primeira pregação do domingo foi feita por Joel, professor de Filosofia e Teologia,ele pregou sobre a misericórdia de Deus. Dizia ele que as pessoas ouviam falar sobre Jesus e elas iam até Ele, assim, a esperança era despertada no povo. Como na Palavra (evangelho de João do 8; 1- 11), Jesus ensinava o perdão e a misericórdia, dizia que para quem não tivesse pecado, que atirasse a primeira pedra. A mensagem que Cristo passa é que todos nós somos pecadores e limitados. 

O ser humano foi criado à imagem e semelhança de Deus, porém, houve o pecado de Adão, e com isso, as consequências deste pecado. Quando não nos reconhecemos como pecadores, vivemos feridos e doentes, ocorre uma perda do senso do pecado, ocasionada pelo relativismo, que é quando as pessoas acham que não existem verdades absolutas. Com isso, como consequência, as pessoas perdem suas referências, o ser humano fica desorientado, entretanto, ele precisa de valores para viver.

O relativismo acaba por levar ao indiferentismo, onde as coisas passam a ser iguais, tanto as religiões quanto os rituais. Assim, o desprezo às questões éticas e religiosas levam ao ateísmo, no sentido da negação de Deus. Desta forma, as pessoas não buscam a santidade e a morte passa a não ter nenhum significado além do nada. E, aos poucos, as pessoas vão  perdendo a fé em Deus, o bem e o mal passam a não existirem, porém isso passa a destruir o ser humano. É preciso o reconhecimento de pecador, não para que sejamos condenados, mas para justamente, alcançarmos a misericórdia divina, sem soberba ou orgulho. Também, é necessário ter arrependimento dos atos errados praticados, vendo sua própria responsabilidade, sem a auto condenação excessiva, pois Deus corrige, não condena.

Com o propósito de mudança de vida, o encontro com Cristo se torna possível e real. Sem a banalização da misericórdia de Deus, pois esta é uma grande alegria para a Igreja. Assim como disse Jesus, é preciso ir e ser luz onde necessário for, na sua casa, na sua realidade.

Testemunho Profº Joel

Joel dizia que quando criança era muito violento, somente ia para a igreja quando fazia trocas com seu pai ou somente para conquistar as garotas. Quando adolescente, teve seu encontro com Cristo, e na caminhada foi compreendendo as coisas, porém ele achava que tudo tinha sido resolvido, só que as dificuldades continuaram a aparecer, o homem velho voltava. Já casado, quis sair de casa, deixar sua família, contudo, sua esposa não desistiu dele, o amor o salvou, e hoje ele se reconhece como um filho da misericórdia divina.

Pregação - A prática da Misericórdia - Profº Joel

Em sua segunda pregação, Joel dizia que os sacramentos são canais da graça e a partir do batismo recebemos a vida nova em Jesus. O casamento, outro sacramento, é um meio de santificação. Assim, o ser humano é pessoa porque há relação, estando em constante socialização, é preciso sair de si e ir ao encontro do outro.

O fim último de todas as pessoas é o próprio Deus e sua total realização está na vida eterna. Entretanto, atualmente, a sociedade quer viver sem o Senhor, imersos na egolatria, acabam enganados, pois o ser humano não consegue realizar todas as coisas por si mesmo. As pessoas precisam de Deus apesar de não reconhecer, e a misericórdia Dele é a oportunidade para a mudança de vida, como também a dor e sofrimento, que são formas para as pessoas alcançarem a conversão verdadeira.

Joel dizia que o amor de Deus ama as pessoas do jeito que elas são, diferente do amor humano, que só ama porque encontra algo belo. É preciso que as pessoas deem testemunho de fé com ações. Praticar as obras da misericórdia são formas de agir conforme a vontade de Deus.

As obras materiais da misericórdia são: dar de comer a quem tem fome; dar de beber a quem tem sede; vestir os nus; dar pousada aos peregrinos; visitar os enfermos e encarcerados e enterrar os mortos.

E as obras espirituais da misericórdia são: dar bom conselho; ensinar os ignorantes; corrigir os que erram; consolar os aflitos; perdoar as injúrias; sofrer com paciência as fraquezas e defeitos do próximo e rogar a Deus pelos vivos e mortos.

Joel finalizou dizendo que devemos ser propagadores da misericórdia, pois é isso o que Deus faz por nós e também o que Ele quer que façamos.

Entrevista Profº Joel

O que é necessário para não cair no relativismo tão presente nas universidades e na própria sociedade?

Em primeiro lugar, para não cair no relativismo, precisamos ter um amor pela verdade, antes de conhecê-la é necessário amá-la, isto quer dizer, a verdade precisa ser um grande valor para nós, ser algo especial e importante. Na medida em que eu amo e vejo a verdade como valor essencial na minha vida, eu vou procurá-la, não irei aceitar qualquer coisa, qualquer resposta. Um segundo ponto de fato, é buscar ter uma vida de pesquisa, de investigação, preciso além de ser disciplinado, ser dedicado, ter vontade e me esforçar. É preciso ler, pesquisar, ter interesse por conhecer as coisas. Sem amar a verdade, sem vontade de aprender, sem aprofundamento, fica muito difícil não cair no relativismo, porque tudo acaba caindo no comodismo, ou seja, chega em um momento em que você pensa que as coisas são todas iguais, estando em uma zona de conforto.

Mensagem para o povo da diocese de Guarulhos.

A mensagem que deixo é para que não percam a esperança, pois vivemos em uma época em que a televisão, a comunicação, em geral, e até mesmo dentro da igreja nós salientamos as coisias negativas. Existem sim, muitos problemas, muitas dificuldades, muitos desafios, mas nós precisamos crer que Deus existe e não está parado vendo tudo isso, Ele vem suscitando muita coisa boa e bonita na igreja e na sociedade. Entretanto, precisamos tomar cuidado para não cair em espírito de reclamação e revolta, precisamos aprender a analisar criticamente as coisas, sermos críticos, porém, ao invés de só criticar, devemos ser propositivos, então veja, não é apenas ser positivos, viver no país das maravilhas, mas o que quero dizer é, vamos ver os problemas e com a ajuda de Deus vamos propor coisas novas e trabalhar. Isso é possível e já está acontecendo. Que Deus abençoe a cada um e que Ele nos dê a sua graça.