XIII Reavivai - Reunidos num só corpo pela força da cruz

Confira abaixo como foi o Reavivai XII - Reunidos num so corpo pela froça da Cruz!

 XIII REAVIVAI - Domingo

Domingo de carnaval é dia de louvar e bendizer a Deus porque é o dia da Ressureição de Jesus que morreu e venceu o pecado por todos nós, seus fihos amados. No XVIII Reavivai, todos FICHA---4-estão reunidos em nome da Santíssima Trindade para ter um carnaval diferente, com Cristo celebrar que a nossa união é pela força da Cruz. Com esta alegria, inicia-se a Santa missa dominical ministrada pelo diretor espiritual da Rcc Guarulhos, pe. Weber. Dizia ele que a nossa fé precisa ser uma fé expectante, essa atitude é aquilo que faz a Renovação ser o que é, pois através dessa esperança que vive o verdadeiro cristão. A fé cheia de expectativa na providência é o que move a cada um de nós, acreditar que Deus agirá. O Senhor cuida dos lírios do campo, dos pássaros quanto mais de nós, filhos amados teus. A certeza que tem que nos mover é a de que Deus providenciará, que Ele ultrapassará todas as nossas expectativas, o Senhor pode e vai muito além do que pedimos e queremos. Diante do Pai, devemos "rasgar" todos os nossos projetos e deixar que Ele tome posse de nossas vidas.
Hoje em dia, tem nos faltado a esperança na fé divina. Deus nos chama cada vez mais a refletir sobre a unidade. Quando estamos juntos num só coração, numa só fé, o Senhor faz maravilhas sobre o nosso meio. A esperança em Cristo é o que faz a nossa fé ser forte, é o que faz transmitir a todas as pessoas o amor de Deus.
O que mais precisamos ter é a confiança absoluta em Deus e a unidade entre nós. Assim Deus providenciará seus planos e sonhos que sempre são maiores e melhores que os nossos.

Confira a transmissão ao vivo do primeiro dia do Reavivai: http://bit.ly/1gKsB2Q

Primeira pregação
Tema: A Unidade vivida como serviço

Na primeira pregação do dia, aconteceu logo após a Santa Missa, com o pregador Pedro, da paróquia São João Batista, da diocese de Guarulhos. Ele dizia, pela palavra do Evangelho de João 17; 20-23 que o primeiro a falar sobre unidade foi o próprio Jesus Cristo. Assim, o Senhor nos convida a andarmos com Ele e com os irmãos também. Mas muitas vezes nos falta unidade porque estamos longe da Cruz, achamos que somos muito, e com isso, ficamos críticos indevidamente, buscamos e encontramos defeitos em todas as situações e pessoas.
Porém, Jesus pede que sejamos fiéis em todos os lugares. É preciso acolher a todos, inclusive em nossa própria casa primeiramente. É lá que o amor de Deus precisa reinar, só assim com o testemunho real e vivo é que as pessoas poderão ver a alegria de Deus.
Precisamos ser como os discípulos de Cristo, que foram pregar a palavra de do Senhor com ousadia. A Jerusalém que o Senhor nos chama a evangelizar é a nossa própria paróquia e o grupo de oração. É necessário ajudar aos irmãos, através da oração, pedindo que Jesus faça a obra Dele em nosso meio. Como disse o Papa não devemos escapar da Cruz. Não há fé sem calvário, a paixão pode até acabar mas o amor é mais forte e muito melhor. E é esse amor que nos faz permanecer em Jesus. A busca pela fraternidade e pela unidade deve ser constante, só assim a conversão e a vitória acontecerão verdadeiramente.

Segunda Pregação
Tema: Reunidos num só corpo pela força da Cruz

Padre Edson da paróquia Santo Antônio da diocese de Guarulhos pregou na tarde do Reavivai. Ele começou falando sobre o sinal da cruz. Ela que é a significação da nossa fé, é a confirmação de que somos de Deus. Quando fazemos o sinal da cruz com amor, renovamos e confirmamos que somos pertenças de Deus e quando se carrrega a cruz nos revestimos do sangue de Jesus. O sinal nos faz recordar de quem somos.
O mistério da cruz de Jesus é de sofrimento, porém nós, humanos, não queremos sofrer, muito menos pelo outros. Mas as chagas de Jesus representam as nossas dores, os nossos pecados. Como diz na palavra, aquele que ama dá a sua vida pelos amigos, o Senhor assumiu a cruz como se fosse Dele só por amor a nós. Estavamos condenados pelo pecado mas Ele deu a sua vida por cada um de nós, só por amor. Cristo foi gerado pelo e no do coração do Pai.
Pela vitória da Cruz Deus venceu o mal, enquanto o maligno quer nos destruir Jesus vem para acolher e amar. Quando nos afastamos Dele, estamos o crucificando novamente.
E o sangue que cai na terra, santifica e renova e Jesus foi enviado ao mundo para formar um só rebanho que é a Igreja. Assim, temos que vencer todas as rivalidades, brigas para perdoar com amor pois saber amar é saber sofrer.
O padre finaliza sua pregação com uma frase que nos faz parar e refletir: "o Cristo nos une, o inimigo dispersa".

Palavra do Luizinho (Coordenador Estadual do Ministério de Pregação)

Luizinho, coordenador do ministério de pregação do Estado de São Paulo, leu a palavra de Deus e disse que não devemos temer a Cruz de Cristo, pois ela é sinal de salvação a todos aqueles que acreditam no poder do Senhor. Não existe nada e ninguém maior do que Jesus que deu sua vida a todos nós.
"A linguagem da cruz é loucura para os que se perdem mas, para os que foram salvos, para nós é uma força divina." 1 Coríntios 18.


XIII Reavivai- Segunda-Feira

No segundo dia do Reavivai (03/03/2014), começamos com um grande louvor em honra a Nossa Senhora, que nos pede que rezemos todos os dias a poderosa oração do santo terço, pela nossa salvação e dos nossos.

E ainda para uma entrega maior e total, o Senhor se fez presente por meio de uma belíssima adoração a Jesus Sacramentado, deste modo, iniciamos o retiro de carnaval santo, prostados diante do Rei das nossas vidas.



Segunda-Feira

No segundo dia do Reavivai (03/03/2014), começamos com um grande louvor em honra a Nossa Senhora, que nos pede que rezemos todos os dias a poderosa oração do santo terço, pela nossa salvação e dos nossos.

E ainda para uma entrega maior e total, o Senhor se fez presente por meio de uma belíssima adoração a Jesus Sacramentado, deste modo, iniciamos o retiro de carnaval santo, prostados diante do Rei das nossas vidas.

Primeira Pregação
Tema: Consumir-se pela unidade

015230A primeira pregação do dia foi feita pelo diácono maronita Luiz Carlos. Ele falou sobre a unidade na Igreja. Como nos diz a palavra de Deus, é preciso procurar dar testemunho do Deus vivo a cada dia de nossas vidas pois não sabemos a nossa hora. O momento que temos para anunciar ao Senhor é sempre o presente, pois o futuro pertence a Deus.
Por muitas vezes, dentro do nosso próprio grupo de oração, paróquia, ocorem as divisões, preconceitos entre as pessoas. Entretanto, para a nossa salvação, o único remédio é a confissão. O Senhor quer que sejamos santos, e isso acontecerá se buscarmos sempre dar testemunho Dele e se vivermos na unidade.
O Senhor nos chama pelo nome, e cada um é uma parte importante, e Deus, apesar de não precisar de nós nos quer para que todos sejam Igreja.
Não devemos fazer as nossas coisas sem pensar primeiro em Deus, temos que colocá-lo no centro das nossas vidas e por mais que seguir a Jesus Cristo possa parecer loucura para o mundo, esta é a verdadeira sabedoria para aquele que crê. Nada pode nos separar do amor de Deus, pois somos seus apóstolos.

Segunda pregação
Tema: Unidade Diocesana da RCC

Padre Weber (diretor espiritual da RCC Guarulhos) foi quem pregou na tarde incendiada pelo Espírito Santo no Reavivai de segunda-feira. Dizia ele que Deus pede que não sejamos divididos, que vivamos no mesmo sentimento, no mesmo amor, numa só alma, em plena comunhão com Deus e os irmãos. A unidade se constitui para nós como a maior arma para evangelização, quando existe a união entre as pessoas tudo caminha, o Espírito Santo age verdadeiramente em nosso meio.
10003906 607071462694214 99979838 nTodas as vezes que entramos na lógica de disputa, começamos a nos perder. Não podemos ser aqueles que expõem os limites das pessoas, impedindo que a unção de Deus aconteça. Nos perdemos olhando as dificuldades alheias, esquecendo assim a acolhida e própria ajuda que deve acontecer.
No momento em que as pessoas começam a ser acusadoras, tomam um lugar que não é delas, pois Satanás é aquele que acusa. Somos tão moralistas que chegamos a dizer que o dom de Deus é pecado. Quando erramos, temos todas as justificativas do mundo, mas quando é o próximo só sabemos acusar. Mas se o pecador não pode estar na casa do Pai onde ele estará? Como S.Paulo diz na carta de Filipenses, " nada façais por espírito de partido ou vanglória, mas que humildade vos ensine a considerar os outros superiores a vós mesmos." Quando olhamos para o outro e vemos que ele pode ser muito mais capaz de ser usado por Deus, tornamos a ajudá-lo a crescer ainda mais. É o espírito de humildade que faz a Igreja dar frutos na graça.
Se não formos misericordiosos uns com os outros não conseguiremos ser piedosos com ninguém. Só o amor pode libertar, e assim, temos que ter a mesma forma de amor de Cristo.
A morte de Cruz foi para nos salvar, por amor, e a unidade só poderá acontecer entre nós quando nos humilharmos uns diante aos outros, toda coordenação nada mais é do que para servidão. Apenas o amor e a acolhida podem fazer a diferença, é assim que o Senhor se faz presente em nosso meio. As grandes obras do Pai acontecem quando nós nos humilhamos. Devemos ser submetidos ao Espírito de Deus, que é o da verdade.
A unidade só é possível em Cristo!

Homilia
1920106 607121072689253 79452836 nA missa no segundo dia do Reavivai foi celebrada pelo pe. Weber. Próximos ao tempo da Quaresma vivemos um momento de preparação. E dizia ele que tudo o que nós temos é ação da misericórdia, nada foi conquistado por nós. Ninguém pode dizer que merece ser servo, que merece o céu, na verdade somos os piores, os mais fracos, os mais inúteis, e justamente por isso Deus nos atrai para si. Somos salvos por graça e piedade, não há nada por merecimento humano. Somos provados mas somos salvos pela misericórdia. Não podemos nos enxergar como superiores nem como vítimas, então, por isso, não pode haver vaidade nenhuma no serviço na Igreja. Quando esquecemos que somos fracos ficamos distantes de Deus. Todo orgulho de nada serve para Jesus, ele quer a nossa pobreza.
O amor é uma atitude interior, não conhecemos e nem podemos ver o que se passa dentro de cada pessoa, logo não podemos viver apenas das aparências nem dos julgamentos alheios, pois só Deus sabe do interior de cada um. Se no coração não há retidão, nada somos. A salvação não é uma experiência exterior mas sim, totalmente interior, Deus julga a partir da experiência vivida no mais intimo da alma do homem. Quanto mais reconhecemos nossas fraquezas, mais nos aproximamos da misericórdia de Deus. Assim, muito agrada ao Senhor os pequenos e humildes de coração.

Retiro para os Coordenadores e Vices

Aconteceu nos dias 06 e 07 de abril o retiro para coordenadores no seminário de Lavras-Guarulhos. Aqueles que por lá passaram tiveram a oportunidade de vivenciar uma experiência com Deus e os irmãos, além da presença do bispo Dom Edmilson, que celebrou a santa missa no domingo.

Para todos os coordenadores que compareceram foi mais um grande aprendizado sobre fidelidade na missão.

Missa Diocesana da RCC

No dia vinte e dois de dezembro de dois mil e catorze, aconteceu na Sede da RCC Guarulhos a missa diocesana em intenção à posse da nova coordenação.
Estiveram reunidos os antigos e atuais coordenadores de ministérios e também de grupos de oração,  daqueles que houve eleições.

Vigília de Pentecostes

E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;

O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.” (Jo 14; 16-17)

A manifestação do Senhor é algo extraordinário, através de sua ação renovamos nosso batismo, ocorre a efusão dos carismas e dons que vivem conosco apenas esperando o sopro da Terceira Pessoa da Trindade Santa, o Espírito Santo.